• Pr. Adelcio Ferreira

Adultério


Mas o seu fim é amargoso como o absinto, agudo como a espada de dois gumes. Os seus pés descem para a morte; os seus passos estão impregnados do inferno. Provérbios 5:4-5

Eu costumo dizer que adultério é um espirito. Se não for genuinamente confessado e levado a arrependimento genuíno o que tal ato cometeu, mais dia, menos dia o adultero(a) (espirito de adultério) vai agir de novo. é só uma questão de tempo, esse andamento espiritual na vida de um adultero(a) é contínuo se não for exposto, e liberto de tal legalidade.


A pessoa terá que buscar muito a Deus para que não repita a atitude lá na frente, pois abriu a porta da sua vida para essa ação das trevas. Um adultério traz muitas consequências irreparáveis, tanto para quem o comete, tanto para quem foi vitima.

Ao trair o cônjuge, primeiro a pessoa trai seus votos e relacionamento com Deus. Esse(a) toma um caminho de morte espiritual, vergonha moral, e constrangimento social. Por mais que as pessoas digam achar normal, ainda é um conceito que fere consciência moral, pelo menos nos primeiros atos.


A pessoa se sente perseguida, assombrada por esse pesadelo. Pelo menos enquanto a consciência moral ainda estiver falando. Quando ocorre adultério, normalmente ainda em sigilo, o casamento, a aliança que um dia foi feita entre o casal, se quebra espiritualmente. Nesse instante do ato de adultério, portas são abertas para os demônios, que passa a provocar perturbações, produzindo obsessão, ciúmes, desprezo, competição, cobranças abusivas, aversão, afastamento no leito conjugal, pois o mesmo foi maculado. (Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula Hebreus 13:4).


Diante de nossos aconselhamentos temos presenciado e vivido a experiência de casais onde a vida sexual acabou ou tornou-se extremante escassa. O adultério endemoniza a cama, macula o leito, produzindo assim os demônios, a aversão no lugar do que antes era amor. O adultério sendo na minha concepção a mais de 20 anos, é um espirito, e este por sua vez expõe a outra pessoa a mesma condição. A vítima da traição, agora vai ser instigada por esses demônios a trair também, pagar com a mesma moeda.

Sem contar que a maioria por ser de padrão e caráter “segundo dizem”, procuram outras formas de vingança, instigados(as) por pensamentos demoníacos, tiram a vida do adultero(a), e depois acabam por dar fim também a sua vida.


Estamos orando a Deus por sua família, aguenta firme vai dar tudo certo.

Pr. Adélcio Ferreira – IBP Missões África

5 visualizações0 comentário