• Pr. Adelcio Ferreira

E Judas foi se enforcar


E ele, atirando para o templo as moedas de prata, retirou-se e foi-se enforcar.

Mateus 27.5


Esses tempos atrás, um sacerdote (líder) católico se enforcou aqui na cidade no sino da Igreja Matriz. Uma religião não salva ninguém da realidade que satanás impõe sobre as almas das pessoas nessa terra. Ele, satanás é um inimigo cruel. Então, não adianta ficar expulsando somente os demônios. É preciso encher a alma do amor de Deus. Por que o demônio que sai de um corpo, ele retorna disse Jesus, e trás consigo outros 7 piores do que ele.

O tormento de Judas foi muito bem ilustrado nas cenas desse filme. É uma realidade que poucos sabem se defender dela. E o caminho que tomam é o do suicídio. A igreja homens/mulheres de Deus não podem ficar a margem dessa situação, só medindo com a vara religiosa, quem foi pro céu ou para o inferno.


Estamos em tempo de guerra, e infelizmente muitos de nós não descobrimos quem é o verdadeiro inimigo. Uns usam até o púlpito como forma de desabafo, diante de suas lutas e adversidades em vez de pregar, e até podem estar achando que estão pregando a Palavra de Deus.


A pregação é falar de um assunto, em nosso caso o (evangelho) com muito estudo e propriedade como uma irmã e amiga acabou de dizer. Precisamos ser Mentoriados, para pregar o que vivemos e não o que os outros precisam ouvir, porém eu mesmo rejeito ouvir. Primeiro se ouve, aprende e depois ensina sabendo o que ensina. Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ser desqualificado. (1 Coríntios 9:27).


Eu posso estar engando na minha colocação que faço a anos: Se uma pessoa ao terminar seu discurso, ele pede perdão aos seus ouvintes, ele não convenceu nem ele mesmo do que pregou.

Ou se uma pessoa no púlpito se sente intimidada pelos olhares e acha que sua mensagem esta sendo forte demais e diz: Irmãos a palavra corta ai e corta aqui. Eu estou pregando pra mim também. Penso que devia primeiro antes ser curada e depois desejar ser o medico na área que ensina a outros.


Você faria uma cirurgia em uma clinica em que os médicos estivessem sentados, tremendo de medo de fazer o que iriam fazer em você?


Você daria sua família na mão de um Mentor divorciado varias vezes e com os filhos drogados e na vida desregrada nesse mundão?


Então meu irmão/irmã. É por ai que levamos pessoas pra cuidar de outras como fez Jesus. Ele poderia ter enviado seus discípulos para a tarefa de edificar sua igreja sem antes ensiná-los e treiná-los. Mais não o fez, antes de discipula-los. Pois Ele mesmo disse: Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;

Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho ensinado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém. Mateus 28:19-20.


O evangelho não é fake news, e sim vida transformada ensinando outros como devem ser transformados. Quando nós pregamos a outros o que não vivemos ainda, somos fake news no inferno e não uma bomba nas mãos de Deus. Os demônios nos assistem e dizem: Conheço bem a Paulo e Jesus sei quem é, mais este ai/esta ai quem és?

Por isso meus amados irmãos, unção não é um titulo, mais uma estrada, uma historia, uma vida com Deus.


Deus abençoe.

Pr. Adélcio Ferreira - IBPMG


3 visualizações0 comentário