• Pr. Adelcio Ferreira

Falsos obreiros e as suas falsas doutrinas

Atualizado: 19 de fev. de 2021



Paulo lembra Timóteo do propósito do seu trabalho como evangelista em Éfeso: Certas pessoas estavam deixando de ensinar a doutrina de Cristo em detrimento de uma outra filosofia e/ou outra doutrina. Paulo também diz que tem o ensino de fábulas e genealogias sem fim infiltrando no meio deles. Ele utiliza-se de duas cartas para advertir Timóteo do cuidado com a igreja. Coluna e Baluarte da verdade. (1Tm. 3.15).

Por causa Destas coisas, alguns não estavam crescendo no serviço de Deus, como nos dias atuais em que vivemos, estavam se perdendo em discussões inúteis (1TM. 1:3-4).


- Timóteo precisava exortar a igreja acerca de um coração puro, e de consciência boa, e de fé sem hipocrisia (1 TM. 1:5). Onde não há amor pela verdade de Deus e pelas pessoas que precisam da salvação, a consciência se engana, e ao seguir e ensinar com fervor as doutrinas de homens, a fé e as obras se tornam vãs e repletas de hipocrisias. Na verdade Paulo diz que se concentram as falsas doutrinas em ensino de demônios. (Veja 1 Timóteo 4:1-2)


- O uso legítimo da lei (doutrina) de Deus é a correção dos que erram, e insistem em se manter no erro é essencial para a Igreja se manter na visão de Deus. Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas, Perversas contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais.(1 Timóteo 6:3-5).

Paulo vai orientá-lo a não criação de polêmicas e discussões insensatas, antes afastar-se desses que tem aparência de piedade. Porém negam isso diante de suas obras (2Tm. 3.5). A ordem de Paulo fica clara. AFASTA-TE destes. Quem discute a doutrina de Deus sem primeiramente ouvi-la e obedecê-la comete um grande erro (veja Mateus 22:23-33). Com muito cuidado devemos compreender, falar e praticar ousadamente a doutrina que o Senhor nos revelou no seu evangelho, aqueles que se opõem ou pensa diferente daquilo que as escrituras ensinam, vai encontrar uma fé sob medida para sua heresia, ou pensamento contrário em outra denominação com certeza.


-Ninguém sabia tanto sobre engano e ou estar enganado com relação à Deus e seu caminho do que o próprio apóstolo Paulo. Ele sempre acreditou estar fazendo o que era reto perante Deus, mas na sua ignorância e incredulidade, impiedade ele perseguia com fervor a igreja do Senhor (Atos 8.3 / 9:1-2). Porém, pela graça de Deus através do evangelho, até este que faz referência de ser o principal dos pecadores recebeu perdão quando creu para a vida eterna: Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. (1 Timóteo 1:15).

O evangelho que trouxe salvação a Paulo não incluiu as doutrinas varias e estranhas que certas pessoas praticavam em Éfeso, e hoje praticam. Era este o evangelho que Timóteo precisava pregar, confiante no poder dele, tanto para corrigir erro como salvar os que nele creem. E não devia se importar se algumas facilidades traziam pessoas para o ambiente da igreja de outros lideres. Porém deveria pregar a verdade, cumprir seu ministério como um bom evangelista cuidando de si mesmo e da doutrina. (Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.1 Timóteo 4:16). Se a verdadeira doutrina salva não só o obreiro, mas, também aqueles que o ouvem. A falsa condena tanto o obreiro como seus ouvintes, embora faz chover “milagres” ou encher igrejas todos os dias.


-Como já disse em uma pregação muitos líderes toleram esses falsos crentes pelo que eles pagam de dízimos em suas denominações. Estão presos a estes laços de religiosidade, fazem alianças com a trevas e etc. (Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.1 Timóteo 6:10). Uma irmã que veio de outra denominação, certa vez após passar algum tempo em nossa igreja perguntou ao pastor no final de um culto: Sua igreja é rica né pastor...por que nunca vi o senhor pedir dinheiro na igreja. Da denominação que eu vim, falava se em dinheiro o tempo todo.

Púlpito é lugar de pregação. Paulo está ensinando a Timóteo, que amor a dinheiro leva a pessoa a incorrer em muito erros, e desviar da fé verdadeira (Fé no evangelho) e se transpassar com muitas dores. Porém infelizmente dá para ser ver alguns obreiros que transformou a igreja em sua empresa, e o púlpito em opção para novos negócios. Pois precisa se manter, então precisa de novos clientes a cada dia.


-Nossos obreiros são uma bênção de Deus para nossa vida e para vida de nossas igrejas. Aprenderam militar a boa milícia por amor a Cristo e a obra evangelística e não por causa de um cargo, ou uma soma em dinheiro mensalmente. Digo e repito: Lideres produzem lideres segundo o seu próprio coração. Deus tem nos mostrado isso ao logo da nossa história com Ele e sua igreja. O diabo já nos tentou persuadir para exigir altos salários da igreja do Senhor. Usando de argumento que eu sou pastor presidente de várias igrejas devia ganhar uns 5 salários. Sei que os membros teriam prazer em me pagar isso. Não haveria objeção se hoje eu falasse sobre isso com a igreja. Porém respondi a esses: prego o evangelho, não por ganancia, ou por ser um trabalho. Tenho um chamado, e vou cumprir esse chamado não por ganancia, mais por amor a obra de Deus. Estou satisfeito assim amados, trabalhando e gerando novos casais de obreiros para Reino de Deus. Essa obra é obra santa. É obra de Deus. Somente sirvo como a Palavra manda.


-Deixo para você obreiro do Senhor o conselho de Paulo a Timóteo. Enquanto muitos estão achando que igreja e uma empresa, e comercializando uma fé privada a cada gosto. Siga este ensino: Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão. Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas. Mando-te diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que diante de Pôncio Pilatos deu o testemunho de boa confissão, Que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até à aparição de nosso Senhor Jesus Cristo; A qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores; Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver, ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém. (1 Timóteo 6:11-16).


Pr. Adélcio Ferreira - IBPMG




22 visualizações0 comentário