• Pr. Adelcio Ferreira

Hebreus 6. 4-6

Atualizado: 18 de fev. de 2021

Porque é impossível que os que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e os poderes do mundo vindouro, e depois caíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; visto que, quanto a eles, estão crucificando de novo o Filho de Deus, e o expondo ao vitupério (vergonha). Hebreus 6.4-6

Este texto fala de crentes, pois alega aqui o experimento das coisas celestiais, e ninguém pode ter essa experiência se não tiver um encontro com Deus por meio de Cristo. Em minha opinião não temos aqui um simples desvio do caminho, ou de fé, mais uma negação pública, uma rejeição aberta de Cristo diante da igreja e sociedade pela pessoa que, “foi iluminada, provou dos dons celestiais, teve parte com o Espírito Santo, provou a boa nova de Deus e o poder do tempo que há de vir. ” Para tal comportamento não existe arrependimento.

Num livro de Caio Fabio de 1995 chamado principados e potestades ele diz o seguinte: Crentes que desviam ainda continuam falando de Deus, porém não habitados pelo Espirito Santo por causa de suas prevaricações e pecados cometidos. Vivem fora dos princípios da Palavra de Deus, tendo apenas consciência de Deus, mais conduzidos pelo mundo e pelo diabo. A esses diz ele: O Demônio não habita, apenas os conduz ao inferno, com uma negação mediante seus atos pecaminosos de que o inferno não existe, e de que não haverá um julgamento final.

Visto que, quanto a eles, estão crucificando de novo o Filho de Deus, e o expondo ao vitupério (vergonha). Hebreus 6.6. ( por meio de suas obras e caminhos pecaminosos. Pois diante da escuridão, das trevas e do pecado, não existe inferno, nem haverá um julgamento final. Pois o que diz o homem sem Deus? Ele diz: (O inferno é aqui mesmo) e quanto a morte diz: (Morreu acabou). Porém nós cristãos, lúcidos que andamos na luz, sabemos a verdade. E mentira nenhuma nos enganará quanto ao fim de todas as coisas.

Segundo a minha intensa expectação e esperança, de que em nada serei confundido; antes, com toda a confiança, Cristo será, tanto agora como sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte. Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é LUCRO. Filipenses 1:20,21

Pr.; Adélcio Ferreira - IBPMG

12 visualizações0 comentário