• Pr. Adelcio Ferreira

Não se deixe enganar por falsas doutrinas de AMOR


E ao anjo da igreja que está em Sardes escreve: Isto diz o que tem os sete espíritos de Deus, e as sete estrelas: Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives, e estás morto. Sê vigilante, e confirma os restantes, que estavam para morrer; porque não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus. Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei. Apocalipse 3:1-3


...eu virei sobre ti como ladrão – Uma vez que “aceitando” Jesus, será desnecessário se preocupar, fora de interesse seriam todos os avisos que encontramos desde o evangelho de Mateus até o ultimo escrito do Novo Testamento. Aqui no último livro da Bíblia, as Escrituras nos ensinam que virá o Senhor em julgamento assim como diz aqui a uma Igreja, com a mesma discrição e tão inesperadamente como será a segunda vinda visível. Como o ladrão não dá atenção à sua abordagem. Cristo aplica a figura de linguagem que em seu sentido mais amplo descreve Sua segunda vinda, para falar sobre juízos especiais para as igrejas e estados (como em Jerusalém, Mt 24:4-28), esses julgamentos sendo votos de antecipação daquele grande dia.


Assista a mensagem (O tribunal de Cristo) >> https://youtu.be/vCEsxRNj5H4

A imagem figurativa de um ladrão encontrando pessoas despreparadas foi comum nos ensinos de Jesus. E Ele, Jesus empregou esta ideia várias vezes na sua pregação para com os judeus, pessoas que pensavam não se preocupar, por que a sua salvação estava garantida (veja Mateus 24:43; Lucas 12:39) na mensagem dos apóstolos imitaram estes o exemplo de Jesus advertindo a Igreja nas suas cartas (1 Tessalonicenses 5:2-4 / 2 Pedro 3:10).

O último dia, ou grande dia, o dia da vinda do Senhor está escondido de nós, para que todos os dias sejam observados por nós como sendo o dia da volta de Cristo. Por duas vezes Cristo nos dias de Sua carne disse as mesmas palavras (Mt 24:42-43 / Lc 12:39-40); e tão profundamente suas palavras foram gravadas nas mentes e nos corações dos apóstolos que elas são frequentemente repetidas em seus escritos no Novo testamento (Ap 16:15 /1Ts 5:2,4,6 / 2Pe 3:10).


O provérbio grego significava que os pés das divindades vingadoras são calçados com lã, expressando a abordagem silenciosa dos juízos divinos, e sua possível proximidade no momento em que se supunha que fossem os mais distantes. Assim como os ministros pregam paz, paz, enquanto deveriam pregar um alerta, tocar trombeta apontado para o arrebatamento, esses inescrupulosos que se dizem de Deus chegam a enganar dizendo haver salvação até para quem não ouviu o evangelho, alegando misericórdia de Deus. Porém o texto Bíblico é claro: Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado...João 3:18.


Por isso amados irmãos e ovelhas do rebanho do Senhor, por falta de cuidado, vigilância e mestres que lhes ensinassem a verdade Sardes caiu espiritualmente, discípulos e igrejas caem por falta de vigilância e não por falta de ensinos, muitos tem ensinado a verdade sobre a vinda do Senhor. Muitas passagens no Novo Testamento falam e mostram a importância da vigilância, pois o pecado ameaça o crente a todo momento (Mateus 26:41 / 1 Pedro 5:8). Falsos mestres, e ensinos heréticos falam de uma vez perdoados de seus pecados por Cristo, podemos pecar à vontade. Isso é Pelagianismo, já ensinamos e voltamos a recordar aqui. São ensinos errôneos de mentes liberalistas que procuram devorar os fiéis (Atos 20:29-31). Não devemos descuidar, porque não sabemos a que hora o Senhor vem (Mateus 24:42,43 / 25:13; Lucas 12:27-39 / 1 Coríntios 16:13; 1 Tessalonicenses 5:6). O bom soldado toma a armadura de Deus e vigia constantemente com perseverança, santificação, leitura da Palavra de Deus e oração (Efésios 6:18; Colossenses 4:2).


Não se deixe enganar por falsas doutrinas de AMOR, levando os a CRER que não devemos de forma alguma nos preocupar em afastar-se do que Deus não aprova. Cristo morreu na Cruz e levou sobre si os nossos pecados, para que o tempo que nos resta na carne não vivamos mais para o pecado e sim para Deus. E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais, para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. 2Cor. 5.15 / Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? Romanos 6.1-2 / Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado. Romanos 6:6


O trabalho de uma atalaia não é dormir permitindo a invasão do inimigo. Porém, seu trabalho e tocar a trombeta para alertar sobre aproximação deste inimigo. Uma vez que soada a trombeta e não encontre ouvidos para ouvir, nem preparação dos que ouvem, serão esses alcançados pelo seu despreparo para discernir o que é de Deus é o que não é de Deus.

Portanto, no dia de hoje, vos protesto que estou limpo do sangue de todos.

Porque nunca deixei de vos anunciar todo o conselho de Deus. Atos 20:26-27

Deus abençoe a todos.


Pr. Adélcio Ferreira - IBPMG

Viste e inscreva-se em nosso canal >> https://www.youtube.com/channel/UCvnT-QDIDq61qBYowPRn9Iw

10 visualizações0 comentário